segunda-feira, 9 de julho de 2012

Time to Reamember - Retrospetiva #1

E hoje vou pela primeira utilizar o blog para deixar marcadas algumas situações que queria deixar na memória por mais algum tempo. Sim, porque é importante perdoar, mas também é importante não esquecer.
Coisitas pessoais, que provavelmente só a mim me interessam. Mas, como já disse, criei este blog foi para isso mesmo, para mim. Amizades, conflitos, acima de tudo desabafos...




Big False Frind


Dear Jasmine,

Festas locais! Como de costume, milhões de mensagens tuas a perguntar se vou as festas e com quem. Dizes que não tens ninguém e que queres vir comigo. Já estou eu a adivinhar que se o fizer não vou poder estar com mais nenhum outro amigo meu. Nem tu queres, não gostas deles, nem eles já se aproximam tanto, se não por uns breves minutos. Sei também que o divertimento vai ser menor. Mas eu gosto de ti, de estar contigo e não consigo responder-te com um não. Nem é isso que eu quero.
No primeiro dia, quase que desisto da festa e concentro-me em ti, à parte de tudo, como tu gostas, para te introduzir no ambiente de alegria. De nada me serviu, vais-te embora para casa, ainda a noite não vai longa, e deixas-me para trás. Semanas antes anuncias a todos que queres ir para a festa, te divertir, e não falas noutra coisa. Quando lá estás não te mexes... Não sei que mais fazer para te motivar, que mais tentativas de animação engendrar. O que é certo é que toda essa moleza se me apega um pouco.
Lembro-me também que foi nestas festas que te convidei para ires comigo viajar, com casa, comida, carro, tudo. Passar uma semana do Verão fora dali, ir à praia, compras, passear, conhecer gente nova... tanta coisa se podia fazer! Era um sítio onde havia umas outras festas conhecidas. Não sabia se tinham disponibilidade para me acompanhar a elas, o mais provável era isso não acontecer, nem sabia também se era essa a altura em que eu iria e que, por isso, me podias acompanhar. Pensei em convidar a Bella, porque já tínhamos conversado sobre isso mesmo antes da oportunidade surgir, apesar de os pais dela talvez não deixarem. Pensei também na Pocahontas. Seriam ambas duas companheiras interessantes e poderíamos nos conhecer melhor! Mas tu ficarias chateada e triste e eu sabia que ias querer ir, então falei contigo. Fomos falar com os teus pais e parecia que tudo ia dar certo. No entanto, já calculava eu que me iria arrepender. Já grandes eram os antecedentes do teu egoísmo. Desde que estejas bem podes ser a pessoa mais simpática do mundo e ajudar os outros, agora se tens o mínimo incomodo todos os outros são lixo, não importam a não ser para te virem logo logo acudir. O que é certo é que quando estou contigo por vezes esqueço-me de todas estas coisas.

Bem b.f.f., acho que já te começas a lembrar da cena, não já?
Já me estou a alongar de mais, continuamos a nossa conversa noutro dia.*



2 comentários:

  1. oh ainda bem que gostaste fofinha! devias experimentar, é óptimo mesmo :)
    gostei muito do post linda!

    ResponderEliminar